Por que dar atenção à Assessment em Segurança da Informação?

Todo negócio deve considerar segurança da informação como um item de atenção especial.

O foco deve ser justamente criar processos que evitem falhas internas e monitorem riscos em potencial, diminuindo possíveis danos causados por ameaças e invasões.

Lembrando que é preciso lidar com tudo isso de maneira regular.

Para conhecer pouco mais a respeito da Assessment em Segurança da Informação, continue a leitura.

Responsabilidades do processo de Assessment em Segurança da Informação

Gestor de TI

  • Guiar a equipe no que diz respeito aos processos e uso de ferramentas;
  • Iniciar e conduzir o processo de análise de riscos;
  • Integrar todo o processo de Assessment em Segurança da Informação com outros processos já existentes na área de TI e na empresa como um todo.

Equipe de TI

  • Acompanhar e documentar o status do processo de análise de riscos;
  • Executar o processo de Assessment em Segurança da Informação;
  • Reportar indicadores regularmente, bem como situações críticas e relevantes, sempre que necessário.

Benefícios da Assessment em Segurança da Informação

  • Aumenta a probabilidade de sucesso da área de TI e da empresa de maneira geral;
  • Minimiza a gerência por crises;
  • Minimiza a ocorrência de problemas e surpresas;
  • Possibilita melhor alavancagem de resultados.

Como realizar a análise de riscos no ambiente de TI

Podemos iniciar criando um Plano de Gerência de Riscos, que é composto por cinco fases que serão explicadas a seguir:

Planejamento

É quando deve ser criada a documentação dos procedimentos que serão utilizados para gerenciar os riscos ao longo do tempo;

Identificação

Listar ferramentas e riscos possíveis e sem restrições, utilizando técnicas (entrevistas com especialistas, brainstorming, analogias, técnica de grupo nominal, questionários, checklists etc.).

Depois, tudo isso deve ser revisado e descrito corretamente, incluindo as abordagens de estimativa de riscos que devem ser classificadas de acordo com a probabilidade e impacto. Também devem ser utilizados sistemas de medição e, por fim, concluir a lista de riscos.

Análise

As abordagens utilizadas na análise são: narrativa, quantitativa e qualitativa.

Resposta

Planejamento e implantação de estratégias de reação à riscos e documentação do uso de estratégias e interpretação dos níveis de sucesso.

As estratégias são as seguintes:

  • Aceitação (de forma ativa/passiva) criando contingências ou simplesmente não fazendo nada aceitando as consequências;
  • Eliminação da probabilidade do evento desse risco acontecer;
  • Tomar ações específica para redução do risco;
  • Transferência total ou parcial do risco.

Controle

Definição de papéis e responsabilidades em cada fase do plano (uma Matriz RACI pode ser utilizada para facilitar), execução da análise periódica dos eventos identificados, criação de planos de contingência e atualização constante do plano de gerência de riscos.

Estágios de maturidade em análise de riscos

Primeiro, é preciso identificar em que estágio de maturidade a organização se encontra.

Alguns dos estágios são: momento problemático, mitigando riscos, prevenindo riscos, antecipando riscos ou até mesmo já criando oportunidades.

Entenda mais cada um deles:

Problemático

Ocorre falta de comunicação, os colaboradores estão muito ocupados e não pensam no futuro, só pensam nos riscos conforme eles correm (ou seja, já se tornaram problemas), as notícias de risco são negativas e a empresa gerencia os riscos por cada crise que acontece. Esse cenário mostra que a empresa é sempre reativa e não proativa e preventiva.

Mitigação

Aqui pode ocorrer a mudança de gerência de crise para gerência de riscos, introdução dos conceitos de risco na equipe, mas os colaboradores não se preocupam de forma sistemática e ocorre falta de experiência no reporte dos riscos.

Prevenção

Quando a gerência de risco passa a ser de responsabilidade da equipe, o processo passa a ser dinâmico e integrado, onde os colaboradores já possuem experiência em identificar, mas ainda estão inseguros para quantificar. A empresa já está em uma fase de evitar os sintomas, quando identifica e elimina as causas.

Antecipação

Ocorre a transição de gerência qualitativa para quantitativa, as métricas antecipam as falhas e realizam a prevenção de eventos futuros. Toda a equipe possui a habilidade para aprender, adaptar e antecipar mudanças.

Criação de oportunidades

Esse deve ser o objetivo, quando todo o processo já é dominado e todos estão inteiramente focados na criação de oportunidades.

A equipe inteira tem uma visão positiva se tratando de gerência de riscos, onde os riscos são responsabilidade de todos.

O ambiente é aberto e sem ameaças ao processo do ambiente de TI, a equipe admite a existência do que não sabe e faz uso de cenários de melhor e pior caso para definição dos riscos no ambiente de TI.

Empresa segura e com o foco direcionado aos objetivos!

A RM Negócios Inteligentes possui conhecimento e experiência, além de profissionais altamente capacitados em Segurança da Informação.

Conte conosco para todo o suporte necessário no processo de Assessment em Segurança da Informação da sua empresa.

 

- Contate-nos

Realizamos análise dos dados, e em um segundo projeto sugerimos formas de melhorar os resultados.

Onde estamos

Avenida Paulista, 726 - Bela Vista
17° Andar - Conj. 1707
São Paulo/SP

Successo! obrigado.
Erro! Aconteceu algo.

 

Nenhum Comentário

O que achou do artigo?

Deixe o primeiro comentário



- Leia mais artigos...

- Está precisando de soluções em
Gestão? Engenharia? Tecnologia?

Agende conosco a criação da sua estratégia

Aviso de Cookies: ao navegar neste site, você concorda com os Termos de uso.

Concordar!